• Paulo Godoy

Eu e minha paixão pela cachaça

Atualizado: Out 21


Eu sou o Paulo Godoy e estou no ramo de bares há mais de 30 anos. Comecei com as baladas e depois fui acompanhando as tendências do setor. Tive ou dirigi bares, churrascaria, choperias em diversas cidades. Andei por Mogi Mirim, São Carlos, Sorocaba, Bauru, Londrina, Ribeirão Preto. Minhas origens estão em Amparo e para cá acabei voltando. Há 03 anos resolvemos abrir, eu e meus irmãos o Bar Seo Bastião, cujo nome é uma homenagem ao nosso pai, já falecido.



Assim não fica muito difícil explicar como acabei me apaixonando pela cachaça. Sempre gostei de destilados. Era whiskeiro. Conheci a cachaça quando trabalhava em uma churrascaria em Sorocaba em 2003. Sempre gostei de cozinhar e ao lado do fogão lá estava o copinho da bebida. Comecei a fazer experiências de harmonizar a carne com a cachaça.


A partir daí comecei a me interessar pela bebida que considero hoje como o melhor destilado do mundo. No bar hoje temos 700 marcas. Já cheguei a ter mil em minha coleção. A primeira cachaça da coleção foi a Coluninha, envelhecida em carvalho e amburana, da cidade de Coluna em Minas Gerais. Mantenho uma garrafa no bar até hoje.



Depois descobri a região de Salinas e aí foi. Hoje para mim o mais importante no momento de degustar uma boa cachaça é estar na companhia de bons amigos. Não existe cachaça sem amigos. A cachaça aquece o coração. Depois de aprender o prazer de tomar uma boa cachaça resolvi estudar sobre o assunto. Você começa a ler revistas, livros, ir a encontros e feiras especializadas e acaba conhecendo novas marcas. Com a degustação você vai aprendendo a cheirar, a reconhecer madeiras (no Brasil são 34 madeiras utilizadas no envelhecimento da bebida) e identificar as boas. Estou há 15 anos cheirando cachaças.... Todo curso, toda roda, toda feira.. estou presente. Acabei me tornando sommelier de cachaça.


Meu grande projeto no momento, além do bar, claro é a divulgação e valorização das cachaças que são produzidas aqui no Circuito das Águas Paulista. No ano passado Juntamos seis produtores, contratei uma banda, fechamos a rua em frente ao bar e fizemos o I Festival da Cachaça do Circuito das Águas em Amparo.




No bar e restaurante que abri em Amparo, o Seo Bastião, 09 marcas do circuito estão entre os 700 rótulos vendidos. Tem muita marca boa para ser degustada, cada uma tem sua personalidade, suas características regionais, as madeiras utilizadas em seu envelhecimento e, claro, as opções de produção de seus proprietários. O importante é saber que esse mercado cresce, as cachaças ganham em qualidade e o preconceito que a cerca vai perdendo sua força. Antigamente a cachaça era tomada em bares. Pulou uma geração e agora a nova geração está aprendendo a tomar cachaça novamente. Mas dessa vez para as cachaças de alambique, produzidas com qualidade. E acompanhadas por bom petiscos que não faltam em nosso bar.


Nos próximos meses vou compartilhar com vocês qui no blog circuitos e sabores esse novo caminho que a cachaça artesanal vem percorrendo no Brasil e no mundo. Espero que vocês apreciem uma boa cachaça tanto quanto eu e me acompanhem nessa viagem.


Até breve

Paulo Godoy

Seo Bastião







#Apaixonadosporsabor #Cachaça #Amparo #Bares

26 visualizações